Header Ads

ESCÂNDALO DE ASSÉDIO SEXUAL EM HOLLYWOOD


Dylan Farrow, filha de Woody Allen, fala sobre abuso que sofreu do pai aos 7 anos de idade
'Eu estou dizendo a verdade', afirmou a escritora durante gravação de entrevista ara o programa 'CBS This Morning'



Dylan Farrow, filha de Woody Allen, concedeu sua primeira entrevista para a TV falando sobre as acusações de assédio sexual que fez contra seu pai. Ao programa "CBS This Morning", ela relatou o abuso sofrido quando ela tinha 7 anos de idade e também discutiu o movimento Time’sUp em Hollywood.

"Eu sou confiável e eu estou dizendo a verdade, e acho que é importante que as pessoas percebam que uma vítima, uma acusadora, importa. E que são suficientes para mudar as coisas", disse Dylan Farrow em trecho da entrevista gravada na segunda-feira (15), em sua casa, em Bridgewater, Connecticut, nos Estados Unidos. A entrevista completa com Dylan será transmitida pela emissora nesta quinta-feira (18).

Farrow foi adotada por Woody Allen e Mia Farrow em 1992. O diretor já negou repetidas vezes as acusações de abuso. Em dezembro, ela falou sobre o caso em um editorial para o Los Angeles Times e questionou o motivo de seu pai ter sido poupado após as acusações do escândalo envolvendo o diretor Harvey Weinstein e o movimento #MeToo.


“Por que Harvey Weinstein e outras celebridades acusadas estão sendo banidas de Hollywood, enquanto Allen recentemente garantiu um contrato milionário com a Amazon? O sistema funcionou para Harvey Weinstein por décadas. E continua funcionando para Woody Allen”, afirmou Dylan.

No memso artigo, ela relatou o abuso. “Há muito tempo eu mantenho que quando eu tinha 7 anos de idade, Woody Allen me levou para o sótão, longe da babá que estava instruída a nunca me deixar sozinha com ele. Então ele abusou sexualmente de mim. Eu disse a verdade para as autoridades, e eu tenho dito isso, sem alterações, por mais de 20 anos”, escreveu

Nos últimos meses, diversos atores que trabalharam com o cineasta Woody Allen em seus filmes têm declarado arrependimento em participar de suas obras e até doado seus cachês. Presentes em seu próximo filme, “A rainy day in New York”, Rebecca Hall e Timothée Chalamet afirmam que não ficarão com seus salários, motivados pelas discussões sobre abuso sexual em Hollywood e por acusações contra o diretor.

Em sua carreira de mais de cinco décadas, Allen nunca conseguiu afastar totalmente a acusação feita em 1992 por sua filha adotiva, Dylan Farrow, de abusá-la sexualmente. O diretor, ator e roteirista nega a alegação e chegou a ser investigado, mas, com quatro Oscars e muitos outros prêmios, nunca tinha visto sua carreira verdadeiramente afetada – até agora.

O escândalo de abusos sexuais que estourou em Hollywood no final de 2017 derrubou muitas personalidades poderosas da indústria cinematográfica, entre elas Harvey Weinstein e Kevin Spacey. Mas Allen lançou em dezembro o filme “Roda gigante”, e já tem mais um programado para 2018, o que faz com que muitos lembrem da acusação contra o diretorp

Nenhum comentário