ESTADO DO PIAUÍ CONFIRMA 3 CASOS DE CORONAVÍRUS, E O GOVERNADOR WELLINGTON DIAS DECLARA ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou na tarde desta quinta-feira (19/03/2020) três casos de coronavírus. Até quarta-feira (18/03), o estado não tinha nenhum caso detectado. De acordo com novo boletim, o estado tem 65 casos suspeitos.


O anúncio foi feito pelo secretário de saúde, Florentino Neto. Segundo ele, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) analisou os casos e foram negativos a paniel viral na primeira e segunda amostras.

"Com responsabilidade e transparência venho aqui divulgar o boletim mais recentes sobre os casos de coronavírus no Piauí e informar que três pacientes testaram positivo para Covid-19. Todos estão em tratamento e sendo acompanhados por especialistas. É tempo de prudência e pedimos que a população, mais do que nunca, siga todas as recomendações e medidas anunciadas pelo Governo do Estado nesta quinta-feira", disse.


Com a confirmação do três casos do coronavírus o governador Wellington Dias assinou nesta quinta-feira (19) o decreto de calamidade pública no Piauí devido ao coronavírus, durante coletiva no Palácio de Karnak, em Teresina. No documento, o governo determina a suspensão das atividades em cinemas, clubes e academias. Além disso, restringe o funcionamento do comércio e shoppings.

O decreto será encaminhado para votação na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), depois da aprovação dos parlamentares, ele entrará em vigor. Outra medida tomada pelo governador foi o bloqueio dos limites de estado.

Atividades suspensas:
  • Cinemas, clubes, academias, boates, teatros, casas de espetáculo e clínicas de estética;
  • Atividades de saúde bucal/odontológica pública e privada, excetos atendimentos de urgência e emergência;
  • Eventos esportivos
  • Atividades comerciais e shoppings a partir das 17h;
  • Bares e restaurantes, no horário não sujeito à suspensão deverão colocar mesas em uma distância mínima de dois metros entre duas pessoas;
  • Bloqueio dos limites de estado, evitando a entrada de pessoas de outras regiões;
  • Intensificação da fiscalização de trânsito

Suspensão na saúde

O prefeito Firmino Filho também apresentou algumas medidas que deverão ser tomadas na parte de saúde. Uma delas é a suspensão dos serviços de atenção básica.

“Neste momento de crise temos o comando nacional e cabe aos comandos municipais se alinharem a essa estratégia. A determinação do Ministério da Saúde com relação a atenção básica com seus programas é que todos as atividades sejam suspensas”, informou o prefeito.

De acordo com o gestor, as 263 equipes de saúde da família e as 91 unidades básicas de saúde em Teresina trabalham a partir de demanda espontânea, protocolo colocado pelo Ministério da Saúde.

O funcionamento se dará por meio de uma fila para atender aqueles que sofrem de síndrome viral e outra fila para os outros acontecimentos. Em relação as UBS’s a partir de segunda-feira (23) funcionaram em horário noturno e também aos sábados, especialmente nas áreas que são mais distantes dos hospitais.


“No sábado vamos ter 20 portas abertas para atender nossa população, esta medida na atenção básica exige um treinamento. A Fundação Municipal de Saúde está fazendo esse processo de qualificação e treinamento, que exige também uma mobilização da FMS para dar as condições necessárias para o bom funcionamento dessas unidades básicas”, disse.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta, uso de álcool em gel, máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.
É importante também ficar atendo quanto às formas de transmissão do vírus e os sintomas.

newsphb Por G1 PI

Nenhum comentário